quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Signos de Walker Evans

"Literalmente apenas uma fachada com cartazes colados. Parece um tapume erguido no meio do mato, um outdoor, sem nada atrás. São eles que determinam a identidade e a localização dos lugares. Os signos pontuam estas paisagens vazias, mapeando o trajeto de quem passa pela estrada. Os letreiros são um dos motivos centrais nas fotografias de Walker Evans, talvez o primeiro fotógrafo a realizar um levantamento destes verdadeiros monumentos da paisagem americana. As placas de trânsito, os outdoors, os cartazes constituem, literalmente, suas imagens. Pois, para Evans, são os sinais, com suas figuras e palavras, o que dá sentido aos lugares e permite ler os tipos e as cenas da vida americana. No final de sua vida, Evans passou a colecionar obsessivamente placas e cartazes, tomando-as diretamente dos muros, sem sequer se dar ao trabalho de fotografá-los. Antigas setas de metal já enferrujado e cartazes amarelados e rasgados. Como se, ao se acelerarem as transformações no mundo moderno, fazendo desaparecer tudo aquilo que é tradicional, a fotografia não bastasse mais para assegurar o sentido das coisas. O fotógrafo então se converte em colecionador, substituindo a imagem pelo próprio signo."
© Nelson Brissac Peixoto (America: imagens, 1989)
Foto: © Walker Evans (1903-1975)

7 comentários:

Clara disse...

Mas que bela obsessão! Eu também tenho uma certa obsessão por cartazes, poster, postais antigos e, principalmente, fotografias do inicio do século XIX. Não sou coleccionadora, mas já dei por mim levantar-me cedo para ir a uma feira de velharias só para encontrar fotos antigas!
Eu gosto muito de Evans. Foi um excelente pescador de fragmentos urbanos.

Beijinhos

meg disse...

Oi Clara,

Evans tem histórias curiosas, como a lista de categorias de imagens que fazia para clarear suas idéias sobre o que estava fotografando, por exemplo: " arquitetura, gosto urbano, cheiro da rua, coisas odiosas, o que as pessoas da cidade lêem, fazem para espairecer e não conseguem."
Acho muito interessante.

Beijos

Anônimo disse...

Oi querida. Encontrei este blog e achei que voce ia gostar. Ele tem fotos de jornais da época da 1a guerra. Cartazes de cinema de décadas passadas. Gravuras, fotos. Muito rico.

Um beijo do Luis.

Anônimo disse...

http://olavosaldanha.wordpress.com/jornais-da-primeira-guerra-parte-01/




Endereço ai em cima, quase esquecia rsrs.

meg disse...

Oi, Luis

Obrigada pela lembrança!
Tudo de bom pra você.

Beijos

Olavo Saldanha disse...

Olá Meg, é verdade, como eu dividi a postagens em três partes, esperava falar sobre os magazines na sequência, porém, a tua dica é mais legal e oportuna, corrigi sim, ficou melhor e mais sucinto. Amei teu espaço, posso te linkar? Abraços.

meg disse...

Oi Olavo,

Obrigada pela visita.
Claro, pode linkar, apenas gostaria de saber o que é aquilo: "vista essa idéia". Trata-se de uma brincadeira ou você é simpatizante?
Por favor, não me leve a mal, mas como é possível juntar Hitler e Anne Geddes?

Um grande abraço