sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Fotojornalismo (1)

A fotografia aqui reproduzida foi feita por Robert Capa (1913-1954), em Chartres, na época da libertação da França, durante a Segunda Guerra Mundial. A mulher de cabelo raspado está sendo castigada por ter mantido um relacionamento com um alemão, inimigo de seus compatriotas franceses. A humilhação pública da mulher e seu filho mostram a idéia de que havia uma nova ordem em vigor, e que o patriotismo seria reforçado. O horror dessa fotografia está nos sorrisos da multidão. A obra de Robert Capa é também um manifesto contra a guerra, a injustiça e a opressão.
Foto: © Robert Capa

2 comentários:

Luis disse...

"O horror dessa fotografia está nos sorrisos da multidão"


Pelo menos umas 3 vezes durante minha vida, fui humilhado por grupos de pessoas. Quando criança um roubo, quando jovem uma agressão, e quando adulto uma mentira.

Em todos os casos o "sorriso da multidão", era o maior algoz. Nunca entendi como alguém que não te conhece pode ter odiar instantaneamente.

O ser humano experimenta um prazer muito grande em fazer parte de um grupo. Um grupo nunca esta errado, um grupo tem respaldo para cometer qualquer atrocidade, pois um linchamento físico ou moral não tem um único culpado. Para o grupo não existem culpados. São juízes e carrascos.

Só tenho um orgulho. Nunca me acovardei. Não aceito a derrota. Mesmo derrotado enfrento aquilo que julgo estar errado.

Existem registros sobre o que aconteceu com a mulher após a marcha da vergonha?

Meg disse...

Oi Luis,

Mais do que a fotografia artística, adoro o fotojornalismo porque podemos aprender alguma coisa sobre os fatos. Talvez aquele grupo não se tenha dado conta da humilhação. A imagem evidência uma postura pouco correta dos franceses. Não sei se existe um registro sobre o que aconteceu com a "colaboracionista".

Beijos