quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

A bagagem fotográfica

Lázsló Moholy-Nagy disse que: "Os analfabetos do futuro serão os que não sabem fotografar." Tudo bem, os japoneses já pensam assim, mas antes de sairmos por aí com uma câmera na mão, precisamos participar como espectadores e leitores atentos de uma parte fundamental da fotografia, ou seja, o ato de organização e expressão de significados. As fotografias trazem essa bagagem e tornam-se memoráveis por várias razões. Algumas porque nos mostram aquilo que não sabíamos, outras porque nos apresentam de maneira diferente aquilo que pensávamos já saber.
Foto: © Raymond Depardon

2 comentários:

Luis disse...

Taquepariu!

Linda essa foto! Inusitada! Expressiva! O povo do oriente médio consegue transformar até um caminhao em camelo!



Sentimos saudades...volta a comentar!

Meg disse...

Oi Luis,

Confesso que também sinto saudades...Dos comentários do Weiss, do Barba, do Guido, da Shirlei, do Grossão, do Pax, do Renato, da Letícia, do Louco do hospício e principalmente do Brancaleone, no mais... Sem comentários.
Obrigada!
Beijos