quinta-feira, 17 de julho de 2008

José Medeiros

José Medeiros (1921-1990) aprendeu a técnica de revelação, aos 12 anos, com seu pai, um fotógrafo amador. Em 1940, se inicia como fotógrafo profissional nas revistas Tabu e Rio. Em 1946, a convite do fotógrafo Jean Manzon, Medeiros passa a fazer parte da redação da revista O Cruzeiro. Nesta época realiza inúmeras viagens à Europa, Estados Unidos e à Africa. Ao longo dos anos que trabalhou em O Cruzeiro, algumas de suas fotos foram reproduzidas em outras revistas, como a norte-americana Time. Em 1957, publica o livro Candomblé, trabalho fotográfico que revelou o secreto ritual de iniciação. Medeiros também se destacou pelo registro de imagens inéditas de tribos indígenas. Em 1962, cria, com Flávio Damm, a agência fotográfica Imagens. Em 1965, passa a se dedicar ao cinema. Alguns de seus 20 mil registros podem ser encontrados no MAM, Coleção Pirelli (Masp), Coleção Joaquim Paiva e no Instituto Moreira Salles.
Foto: © José Medeiros

7 comentários:

vertigem disse...

esse blog é ouro ! cadê o dono ? gostaria de conhece-lo...

Meg disse...

Oi Vertigem,

Muito prazer! Obrigada pela visita.
Um grande abraço

vertigem disse...

meg, salut ! vc é...fotografa ? editora ? amante de hcb ? delirante da imagem ? ))

Meg disse...

Delirante da imagem, ainda na fase de aprendiz.

vertigem disse...

cade vc, delirante imaginaria, acorda ! ))

Luis disse...

Eu juro que esse cara aí da foto é o Eddy Murphy.

Oi Meg como vc esta?

Antes que me pergunte eu não sou o "vertigem".

Bjs

Meg disse...

Oi Luis,

Pô, você está parecendo um mutuário da casa própria, desaparece, esquece os amigos, fecha a caixa de comentários, tá muito metido.

Tudo bem, se você jura que é o Eddy Murphy no trem da Central, eu acredito.
Beijos