segunda-feira, 21 de julho de 2008

LIFE

"Ver a vida, ver o mundo": com essas palavras foi publicado, em 23 de novembro de 1936, o primeiro número da revista Life. Fundada por Henry R. Luce que descrevia a fotografia como sendo "uma nova linguagem, difícil e ainda não dominada, mas incrivelmente poderosa" - a máquina mais importante da era da comunicação porque oferecia uma janela objetiva para o mundo. A Life não era a primeira revista norte americana inteiramente composta de fotografias. Em 1896, o New York Times havia publicado um suplemento semanal fotográfico. Outros periódicos haviam seguido esse exemplo, mas nenhum com o êxito de Life. Um dos diretores do departamento fotográfico da revista era Wilson Hicks, que durante treze anos no cargo, compreendia bem a importância de se manipular expressões. Hicks formou toda uma geração de fotógrafos como: Margaret Bourke-White, Alfred Eisenstaedt, Martin Munkacsi, Andreas Feininger, Gjon Mili, Carl Mydans e muitos outros. A Life nasceu em um período de mudanças sociais e políticas e, rapidamente, alterou a maneira pela qual a fotografia era usada e percebida, mudou o jeito de ver o mundo.
Foto: © Margaret Bourke-White

2 comentários:

vertigem disse...

meg, seus post sao maravilhosos ! nao tenho tido tempo de comentar mas curto 1 por 1 ! a maioria dos fotografos da life, foram homenageados no festival "visa pour l'image" de perpignan com exposiçoes e palestras ! conversei com alfred eisenstaedt numa dessas ocasioes...era velhissimo mas o brilho do olhar continuava faiscando...morreu ha uns 1O anos...suas fotos, nao !

Meg disse...

Puxa vida, ter o privilégio de conversar com Eisenstaedt! O olho de Eisenstaedt! Não é possível destacar uma única foto de sua obra, dizer que essa ou aquela imagem é fantástica, não dá.

Obrigada!