domingo, 3 de agosto de 2008

Chico Albuquerque




Chico Albuquerque (1917-2000) manifestou cedo o talento para a fotografia. Aventurou-se no cinema aos 15 anos fotografando um documentário de curta-metragem. Aos 17 já figurava entre os fotógrafos profissionais. Mas foi em 1942, aos 25, que aprendeu a compor fotografia, ouvindo falar pela primeira vez em divisão áurea do retângulo. O professor: o cineasta Orson Welles, para quem fez still do filme “It’s All True”. Em 1945, mudou-se de mala e câmeras para São Paulo. A conquista do mercado veio rápida. Em 1948 fez a primeira fotografia publicitária no Brasil, ao registrar modelo e produto para uma campanha da Johnson & Johnson, da agência J.W. Thompson. Assinou portraits de personalidades como o presidente Juscelino Kubitschek, o paisagista Burle Marx, o pintor Aldemir Martins e tantos outros. Chico Albuquerque fez escola e foi mestre dos grandes fotógrafos de hoje na publicidade nacional. Ele nunca deixou a fotografia. Seu último trabalho foi aos 83 anos, em 2000.(biografia: Instituto Chico Albuquerque)  Fotos: © Chico Albuquerque

4 comentários:

vertigem disse...

maravilha !! nao conhecia....

mas a "divisão áurea do retângulo" faz sentido ....:-))

Meg disse...

Eu também não conhecia. Comprei o livro "Visões e Alumbramentos", fotografia contemporânea, a coleção do Joaquim Paiva. É difícil a pesquisa de nossos fotógrafos. Não encontro as imagens, os acervos não disponibilizam, ou não foram digitalizadas, não sei. Já desisti de muitos posts, é uma pena.

vertigem disse...

fotografia no brasil nao é levada à sério...a globalizaçao acelerou um pouco o respeito à profissao de fotografo...mas so um pouco ! poucas agencias locais, maioria é stringer de grandes agencias estrangeiras...pena !
por outro lado, foto em suporte argentico suporta mal calor e umidade...digita-las é urgente, senao o "instante" vai morrer de novo ! :))

Anselmo Coyote disse...

Vejam Mucuripe (se já não viram)...

Que blog bacana!

Abs.