segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Fotojornalismo (23)

Em 2002, alegando razões de segurança, Israel começa a construir um muro de separação entre seu Estado e a Cisjordânia. A construção do "muro de proteção" foi requisitada pela direita e esquerda israelenses, após a onda de atentados suicidas que atingiu Israel desde o início da segunda Intifada (revolta palestina contra a ocupação israelense), no final de setembro de 2000. Declarado ilegal pelo Tribunal Internacional de Justiça de Haia, o muro, que alcança em alguns locais oito metros de altura e a construção chega a avançar até 22 quilômetros, é um forte símbolo da barreira que opõe Israel aos vizinhos árabes há quase sessenta anos. Partes do muro já estão tomadas com frases e desenhos de protesto. "Muro da vergonha"," muro lamentável", são expressões usadas pelos manifestantes contra à sua construção, um muro que não tem nada a ver com paz ou segurança.
Foto: Zoriah Miller (© Zoriah/www.zoriah.com)

Um comentário:

vertigem disse...

nesse dia, uma parte do muro foi derrubada.










http://www.nytimes.com/slideshow/2008/01/24/world/20080123MIDEAST_index.html