quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Gary Knight

Gary Knight começou a fotografar no final dos anos 1980, no Sudeste da Ásia e da Indochina. Em 1993, mudou-se para a ex-Iugoslávia, onde documentou os crimes de guerra e os crimes contra a humanidade durante a guerra civil. Gary é o autor de "provas" uma monografia sobre crimes de guerra no Kosovo. Fotografou a invasão do Iraque, a ocupação do Afeganistão, a guerra civil na região de Caxemira e o tsunami asiático. Em 2001, juntou-se a seis fotógrafos documentaristas premiados e fundaram a VII Photo Agency. Seu trabalho tem sido amplamente publicado em revistas de todo o mundo e suas imagens fazem parte de coleções de vários museus. Documentos das arbitrariedades da sociedade. - "As pessoas não vão a uma exposição para verem os seus pensamentos criticados e sim vê-los confirmados. Não se consegue mudar o mundo fazendo exposições, precisa-se tentar por meio da mídia". Já esteve no Brasil duas vezes. Foto reproduzida: delegacia (Polinter), Rio de Janeiro.
Foto: © Gary Knight

2 comentários:

vertigem disse...

meg, vou encontrar gary knight no fim do mes...aqui :


http://www.visapourlimage.com/index.do


ele e mais uns 5000 delirantes ( é o numero de profissionais inscritos )

vamos ?

Meg disse...

Que maldade...
Admiro o trabalho do Gary, o respeito ao fotografar situações tão críticas.
Mande um abraço e peça a ele para ficar bem longe dessas ONGs da vida, que só atrapalham. (tô delirando!)