sábado, 16 de agosto de 2008

German Lorca

German Lorca começa a fotografar entre os anos de 1946 e 1947, quando compra uma câmera de 35 mm da marca alemã Welti. A realização de cenas cotidianas de Lorca no cine Clube Bandeirante, ao qual se associa em 1948, o torna um dos pioneiros da fotografia moderna no Brasil. Em 1952, abre seu próprio estúdio e realiza sua primeira exposição individual. Em 1954, faz a cobertura do IV Centenário de São Paulo, reportagem que o lança oficialmente como fotógrafo profissional. Entre 1997 e 2006, suas fotos entram em coleções públicas como a Coleção Pirelli-Masp de fotografia, Museu de Arte Moderna de São Paulo e Coleção Porto Seguro de Fotografia. Lorca diz que suas fotografias são a "importância fiel" da sua memória, aquela que guardou o seu tempo, entre ruas e avenidas, para encontar cada imagem, na cidade onde havia garoa. Foi numa esquina que o fotógrafo nasceu para sempre, depois de uma conversa como o também fotógrafo Geraldo de Barros. Foto: © German Lorca
Biografia: Fotografia como memória (Pinacoteca de São Paulo)

2 comentários:

Vicky disse...

Oi Mag,

Adoro essa foto.

Beijo.

Meg disse...

Oi Vick,

Puxa vida, que bom que você está aqui!

Beijos