quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Juan Esteves

Juan Esteves iniciou seu trabalho como fotógrafo em 1980, atuando como fotojornalista free-lancer e participando da criação da agência Contato de Fotojornalismo. Trabalhou como repórter fotográfico no jornal A Tribuna, de Santos (1984-1985) e da Folha de S.Paulo (1986-1994). Tem fotos publicadas em jornais, revistas e livros nacionais e internacionais. Participou de mais de oitenta livros no Brasil e exterior. Publicou os livros 55 Portaits (2000), São Paulo en mouvement (em co-autoria com Anne Louyot, 2004) e Presença = Presence (2006), no qual o crítico Olívio Tavares de Araújo escreveu: "Ao lado dos que realmente foto-grafam, isto é, escrevem com a luz, surgiu-nos uma novíssima geração que pouco se preocupa com o acerto. Ou que, no melhor espírito pós-modernista, certamente nem acredita que existam (e sejam opostos) erro e acerto: quanto mais esquisito, desfocado, superexposto ou escuro, melhor. Depois, alguns efeitos pouco mais que escolares no Photoshop, e pronto, eis a obra."
"Tendo nascido do trabalho de um fotógrafo de verdade, daqueles que sabem fazer as coisas e somam ao talento o pleno domínio de seus meios, e incluindo os retratos de tantos outros nas mesmas condições, este livro se torna com certeza um foro adequado para levantar essa questão - diante da qual, parece-me, tem havido mais silêncio que o desejável. Em arte, meras improvisações e saques não são um ganho nem um progresso. É necessário não confundi-los com a pesquisa e a investigação a sério. Felizmente, em meio a equívocos circunstanciais a autêntica arte da fotografia perdura." 
Nas fotografias de Juan Esteves reconhecemos mais que a decisão do olhar do fotógrafo, o que vemos tão perto, impresso na superfície, é o que cada artista traz em seu interior.
Reprodução / capa / © Juan Esteves (Presença = Presence, São Paulo: Editora Terceiro, Nome, 2006)

Um comentário: