quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Hans Finsler

Em 1932, Hans Finsler (1891-1972) iniciou o primeiro curso de formação profissional para fotógrafos na Escola de Artes e Ofícios de Zurique, Suíça. Finsler foi para a Alemanha aos trinta anos, onde conheceu a Bauhaus de Weimar, que na década de 1920, experimentava uma nova estética. Como historiador de arte na Escola de Halle, seu trabalho exigia reproduções e fotografias de arquitetura. Foi assim que desenvolveu os princípios e as técnicas da fotografia de objeto, da qual seu tornou mestre e um dos mais importantes representantes do chamado "New Vision". Nos seus vinte e cinco anos de atividade pedagógica, Finsler influenciou uma geração de fotógrafos tais como René Burri, Werner Bischof, Ernst Scheidegger e René Groebli. A respeito da evolução da arte de ver por intermédio da fotografia, Hans Finsler escreveu: "Tornou-se possível, até certo ponto, comparar a realidade a si mesma. Podemos controlar o que vemos. O processo visual, o alcance da vista, a qualidade e a tendência do objeto visto, tudo isto pode ser analisado através da fotografia. Já que não podemos afirmar que vemos o que fotografamos, poderíamos talvez dizer que fotografamos o que vemos. A fotografia é um testemunho do nosso comportamento em relação ao mundo visual."
Foto: © Hans Finsler

Um comentário:

Clara disse...

"Já que não podemos afirmar que vemos o que fotografamos, poderíamos talvez dizer que fotografamos o que vemos. A fotografia é um testemunho do nosso comportamento em relação ao mundo visual."

Talvez uma das afirmações mais correctas que li sobre fotografia.

Beijinhos