sábado, 2 de maio de 2009

Fotografia na Bauhaus

A lendária Bauhaus, escola fundada em 1919 pelo arquiteto alemão Walter Gropius (1883-1969) durante a República de Weimar, foi uma experiência pedagógica no domínio das artes, do design, da arquitetura e do urbanismo. Com a presença de Lászlo Moholy-Nagy e de Lucia Moholy em 1923 a fotografia se tornou independente. Moholy-Nagy já tinha iniciado experiências com fotogramas em 1922, em Berlim, enquanto Lucia se dedicara às técnicas fotográficas da época. Em 1926, quando a Bauhaus já estava em Dessau, foi criada uma oficina para fins fotográficos onde professores e alunos faziam fotos documentais. A importância da fotografia na Bauhaus, antes da oficina de fotografia, que começou a funcionar sob a orientação de Walter Peterhans, culminou em 1927-1928 com publicações e principalmente exposições que reuniam os nomes de Walter Peterhans, László Moholy-Nagy, Lucia Moholy, Herbert Bayer, Lux Feininger, Marianne Brandt, Edmund Collein, Florence Henri entre outros. Nos últimos anos houve uma transformação radical e as fotografias deixaram de ser unicamente documentos da vida na Bauhaus, passando a ser colecionadas e publicadas como formas de uma nova expressão artística.
Fotos: © Lucia Moholy (retrato de Lászlo, 1925/ 26) e © Lászlo Moholy-Nagy (1926)

Um comentário:

Clara disse...

Oh Meg! Adoraria ter nascido uns bons anos antes para poder ter a oportunidade de viver a intensidade das ideias e concepções artísticas desta altura. Bahaus é, sem dúvida, uma grande Escola, que ainda hoje sentimos as suas repercussões.

Beijinhos