quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Minor White: Light 7

Em essência, o olho reage aos fluxos luminosos, no entanto, para o fotógrafo Minor White (1908-1976), editor do livro Light 7 (Aperture, 1971), a percepção da luz é uma experiência psicológica e espiritual. Na apresentação dos fenômenos de “transcendência” que são classificados em sete itens, White incorporou nessa edição um nível de complexidade sobre o poder da visão, não me atrevo a traduzir os textos para não reduzir seus efeitos. No ensino da fotografia criativa White levou para seus estudantes no MIT (Massachusetts Institute of Technology), técnicas de compreensão da forma pura e da sensibilidade à paisagem natural.


Em seus trabalhos, White apresenta a fotografia aliada às palavras , assim como um conceito filosófico, mas para ajudar o leitor a escapar da “tirania sistemática da linguagem”, no livro as fotos foram separadas dos textos e de seus respectivos títulos. Certa vez, foi convidado a participar de uma exposição com o ensaio “Amputações”, no Legion of Honour Museum, em San Francisco. Mas no último minuto lhe disseram que exibiriam a foto sem o seu poema. White não concordou e, portanto, não participou da mostra. Em Light 7: Photographs from an exhibition on a theme participaram mais de sessenta fotógrafos, entres eles, Eugene Meatyard, Elaine Fisher, Jerry Uelsmann, Ruth Bernhard, Lotte Jacobi, Walter Chappell. 
A Editora Aperture foi fundada em 1952 pelos fotógrafos Ansel Adams, Dorothea Lange, Barbara Morgan, o historiador Beaumont Newhall, a escritora e curadora Nancy Newhall e Minor White, editor desde a primeira publicação da revista até 1975.
Fotos: © Eugene Meatyard e © Elaine Fisher (Light 7: Photographs from a exhibition on a theme, Aperture Book, Nova York, 1971/ Hayden Gallery)

Um comentário:

Carmen Troncoso disse...

Que fantasticos relatos me abre mundos, me encantan felicitaciones desde Chile por tu blog es buenisimo,